banner

NOTÍCIAS

Usado de modo correto, gelo reduz gravidade de lesões.

A utilização do gelo como forma terapêutica para o alívio de dores causadas por lesões é denominada crioterapia, e é um dos métodos mais utilizados, tanto por atletas profissionais como por amadores, para acabar com incômodos após o treino. Os principais efeitos de sua aplicação são a diminuição da dor (analgesia) e do espasmo muscular, porém, nem sempre diminui a resposta inflamatória, como se acredita no meio esportivo, apenas reduz os sintomas e sinais clássicos da inflamação: dor, inchaço (edema), vermelhidão (rubor), aumento da temperatura local, e diminuição da função do membro ou da articulação. É importante ressaltar que sua indicação na fase inicial do tratamento deve ser restrita principalmente ao controle da dor e do edema, porque, pode causar uma diminuição do consumo de oxigênio consequente à lentidão do metabolismo, levando a menor transmissão de impulsos nervosos. As formas de aplicação são variadas: bolsas com gelo, bolsas de gel congelado, bolsas químicas, imersão em água gelada, massagem com gelo, além de sprays com efeito congelante, todas elas utilizadas em ciclos de 15 a 20 minutos a cada hora. Existem algumas precauções que devem ser adotadas quanto a utilização da terapia, como evitar regiões com grandes nervos superficiais, por exemplo no lado externo do joelho, regiões sensíveis como extremidades de mãos e pés, e nunca dormir com uma bolsa de gelo junto a qualquer parte do corpo.


Por: Éverton Oliveira - Redação Saúde Plena



Meta nas Redes

Newsletter

Nome:

E-mail:



Parceiros
Academia Atividades Sedes Meta na Mídia Saúde & Vida Eventos & Ofertas Notícias Oportunidades Contato

Todos os direitos reservados.